PASSARAM POR AQUI

terça-feira, 10 de julho de 2012

BREVE RELATOS DE ATITUDES/AÇÕES DE CUIDADO EM LUCAS 15

No Capítulo 15 do Evangelho de São Lucas é constituído de cuidados específicos, que poderia expressar uma operação de resgate. Antes de propor as parábolas, Jesus estava falando para publicanos e pecadores que em outras palavras Ele estava cuidando da alma de cobradores de impostos e de pessoas de má fama.
           
Na parábola da ovelha demonstra o cuidado do pastor em ir a trás de uma ovelha que se perdeu, após achá-la tem o cuidado de trazer em seus ombros, depois faz um festa. Este texto mostra que o pastor teve o cuidado de deixar as noventa e nove no deserto, lugar que tem maná, água da rocha, nuvem para refrescar de dia e coluna de fogo para aquecer de noite. Vejamos o cuidado de Deus para com os seus. Compreende-se que houve um resgate de alguém que se perdeu e está longe da Igreja. Tendo aqui 100/1, ou seja, uma em perigo e noventa e nove no deserto.
           
No caso das dez dracmas, apresentou-se o cuidado de valores, da alma, de pessoas que se perde dentro da casa (igreja). Tem-se aqui 10/1, demonstra um cuidado especial, pois é necessário varrer, acender a luz. Em um cuidado muitas das vezes é necessário varrer as iniqüidades do coração do individuo e acender a luz de Cristo na sua vida para que este indivíduo tenha o cuidado necessário para crescer na fé.
           
O filho pródigo são 2/1, um pai com dois filhos e o mais novo pede sua parte e com o cuidado de pai, ele entrega tudo que o filho deseja, porém este coloca tudo a perder. O pai tinha um cuidado especial: a) amoroso; b) Uma casa completa, funcionários, c) Um campo cheio de novilhos para festas, d) Música, mas mesmo assim o filho mais novo decidiu sair de casa. Um dia o desgarrado voltou, e pai cuidou dele e com um abraço fez a recepção, com um beijo deu o perdão, com uma roupa nova, deu uma nova vida, com o anel restaurou a posição de filho, com uma sandália ofereceu um novo caminhar, e com uma festa proporcionou a alegria.
           
O filho mais velho também necessitava de cuidados, precisou ser curado de sua crise emocional, ele se indignou com a bênção do irmão mais novo, ele não quis entrar na festa, ele não conhecia o que possuía, e brigou com o pai por causa de um cabrito. Perante tudo isso o pai cuidou dele dizendo: “todas as minhas coisas são tuas”.
           
No cuidado de Deus temos 1/1 deu o seu único Filho para cuidar da nossa vida eterna. Em questão a nossa vida deixa claro que muitas vezes erra-se, e até cai-se, mas Deus sempre está por perto para levantar os que deseja levantar-se e ir ter com Ele. “ Levantar-me-ei, e irei ter com meu pai, e dir-lhe-ei: Pai, pequei contra o céu e perante ti;” (Lc.15.18) Quando desejamos ter  o cuidado de Deus, Ele está sempre pronto para cuidar de nós. O pai sempre tem abundancia de pão, e sempre nos reconhece novamente como filho. Deixa Deus cuidar da nossa vida. (Pr. Edmarcos)