PASSARAM POR AQUI

terça-feira, 1 de janeiro de 2013

A língua, a maldade dos últimos dias



SENHOR, livra a minha alma dos lábios mentirosos e da língua enganadora. 
Salmos 120:2

Este salmo não tem bem o certo quem foi seu autor, como anônimo, foi apresentado como um cântico da peregrinação dos degraus, de certa foi um canto para peregrinos solitários.


Em específico o verso 2 vem falar de algo que é comum nos dias atuais, sofrer calúnias, de seus próprios irmãos.  Uma oração para que Deus venha livrar dos lábios mentirosos e da língua enganadora.

No ano passado quantas vezes você falou mal do seu próximo, e não teve coragem de pedir perdão, mas lembre-se, Deus não esqueceu...
           
Uma oração contra a calúnia é sujeito a ela, ela quer nos fazer grande dano e nos causar grande dor; e ninguém senão o Senhor pode proteger-nos dela, ou tirar-nos dela.

Os que são difamados injustamente têm , alem da majestade vingadora de seu Deus para protegê-los, muitas outras consolações, tais como:
a)      A consciência de serem inocentes para sustentá-los.
b)      A promessa de favor divino para dar-lhes apoio: “Você será protegido do açoite da língua”(Jó 5.21)
c)      Há esta consideração para amainar: “Bem - aventurado serão vocês quando os homens os insultarem e os perseguirem”.
d)     O fato de a mentira geralmente não tem vida longa.
e)      O pai da mentira é o Diabo.

Conclui-se que a melhor atitude a ser tomada perante os nossos irmãos e amigos bem como vizinhos e familiares, é sempre apoiá-los e fazer o bem. A calúnia e a mentira matam o espírito, fere a alma, e distancia o homem de Deus.

Em 2013 vamos falar menos e ouvir mais, para não cometer o erro de falar mal do nosso próximo. Com ela (Língua) bendizemos a Deus e Pai, e com ela amaldiçoamos os homens, feitos à semelhança de Deus. (Tiago 3:9) (Pr. Edmarcos)